ANGOLA:Indícios de escândalo financeiro abalam Administração Geral Tributária

Luanda – Processos de investigação criminal na Administração Geral Tributária (AGT) em Angola, com detenções por suspeitas de corrupção na província de Benguela, apresentam fortes indícios de uma rede associada à má tributação e aplicação de multas consideradas nocivas, reduzidas ou eliminadas mediante assessoria das suas empresas de contabilidade, apurou a Voz da América.

O chefe da Repartição Fiscal de Benguela, Joaquim Alberto Fernando, e três outros funcionários, detidos na semana passada, como confirma a PGR, serão apenas parte de um esquema com tentáculos em várias regiões tributárias, na base do encerramento de pequenas e médias empresas.

O empresário Abílio Mendonça (nome fictício) teve de criar uma espécie de sucursal, com a qual contorna o que chama de multas exageradas passadas pela AGT, geralmente por alegada falha no pagamento deste ou daquele imposto.

Ele diz que é confrontado com multas entre 150 milhões e 200 milhões de Kwanzas, até 235 mil dólares, há cerca de 10 anos, coincidentemente na altura em que o assessor presidencial Isaac dos Anjos, enquanto governador de Benguela, avisava que a carga fiscal estava a arruinar o tecido empresarial.

Como as multas impedem a obtenção de um certificado de não-devedor, documento que dá acesso a negócios com o Estado, o empresário assumiu ter sido obrigado a procurar assessoria contabilística para ver reduzida a multa.

Aqui reside o foco da investigação criminal, que tem na mira a empresa Aquarium, ligada aos detidos e suspeitos de associação criminosa e tráfico de influência.

De acordo com o sub-procurador da República titular de Benguela, Simão Cafala, até ontem, 27, já depois de terem sido presentes ao Ministério Público, Joaquim Fernando e colegas estavam sob responsabilidade de um juiz de garantia.

Contactado pela Voz da América, principalmente a respeito das suspeitas de uma rede na instituição, o Gabinete de Comunicação Institucional da AGT ressaltou que o assunto está entregue à justiça, tendo avançado que, no plano interno, a área jurídica trata do caso. 

Fonte: VOA

  • Redação

    Redação

    Redação Somos , formado por uma equipe jovem de angolanos residentes em vários países da África, Europa, América e Ásia

    Notícias relacionadas

    Negócio “mal explicado” de 600 autocarros por 323,5 milhões de euros do grupo Opaia Europa e IDC International Trading repercute na imprensa internacional

    A estrela de Lourenço está a empalidecer Compra de 600 autocarros vem lançar nova polémica em Luanda. A compra, decidida por contratação simplificada, de 600 autocarros por 323,5 milhões de…

    É ASSIM QUE ELES DIZEM POR AÍ QUE ESTAMOS A TRABALHAR.

      É ASSIM QUE ELES DIZEM POR AÍ QUE ESTAMOS A TRABALHAR. HUILA AS IMAGENS FALAM POR SI, É ASSIM QUE ELES DIZEM POR AÍ QUE ESTAMOS A TRABALHAR. ESTE…

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Você perdeu

    ANGOLA:MCA entrega projeto de 37 milhões de euros para levar energia limpa a mais de 55 mil pessoas

    • Maio 29, 2024
    • 49 views
    ANGOLA:MCA entrega projeto de 37 milhões de euros para levar energia limpa a mais de 55 mil pessoas

    EUGÉNIO LABORINHO IGNORA DESCONTENTAMENTO DOS POLICIAIS DA GUARDA DE FRONTEIRA DE ANGOLA

    • Maio 29, 2024
    • 14 views

    Negócio “mal explicado” de 600 autocarros por 323,5 milhões de euros do grupo Opaia Europa e IDC International Trading repercute na imprensa internacional

    • Maio 29, 2024
    • 57 views
    Negócio “mal explicado” de 600 autocarros por 323,5 milhões de euros do grupo Opaia Europa e IDC International Trading repercute na imprensa internacional

    ANGOLA:Indícios de escândalo financeiro abalam Administração Geral Tributária

    • Maio 29, 2024
    • 135 views
    ANGOLA:Indícios de escândalo financeiro abalam Administração Geral Tributária

    Governo e sindicatos chegam a acordo e salário mínimo duplica

    • Maio 29, 2024
    • 21 views
    Governo e sindicatos chegam a acordo e salário mínimo duplica

    Secretário de Estado para os Antigos Combatentes impede a imprensa gravar respostas às reclamações dos pensionistas

    • Maio 22, 2024
    • 27 views
    Secretário de Estado para os Antigos Combatentes impede a imprensa gravar respostas às reclamações dos pensionistas