COM QUANTOS MILHÕES O BRASILEIRO EDIR MECEDO COMPROU A JUSTIÇA ANGOLANA?COM QUANTOS MILHÕES O BRASILEIRO EDIR MECEDO COMPROU A JUSTIÇA ANGOLANA?

O cenário que se assiste na Igreja Universal em angola em que Edir Macedo continua a exercer forte influência, não nos leva a outra conclusão senão, estarmos diante de uma aberração e desrespeito pelos tribunais Angolano. 

O presidente de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço, no acto da tomada de posse, jurou perante angola e o mundo, que iria conduzir o seu consulado com base na constituição e na Lei.

Foi mais além: ninguém é suficientemente rico que não possa ser punido, ninguém é pobre demais que não possa ser protegido” fim da citação.

O pobre continua a mendigar das migalhas do rico. Enquanto isso, nem a tal lei, atreve-se em proteger o autóctone Angolano, mesmo com o direito que lhe assiste, passou a assentar na última cadeira.

Se o Presidente fundador do partido UNITA, Jonas Savimbi vivesse estou certo que: Primeiro seria o Angolano; Segundo seria o Angolano; Terceiro seria o Angolano e no Quarto lugar também seria o Angolano. Ou seja, o estrangeiro embora com todo seu dinheiro, não poderia sobrepor o nativo. 

Infelizmente, enquanto mais jovem, não tinha compreensão da grandeza deste discurso.

image-15 COM QUANTOS MILHÕES  O BRASILEIRO EDIR MECEDO COMPROU A JUSTIÇA ANGOLANA?

Os membros da Universal continuam a trocar mimos entre si, (ala angolana e brasileira), dois irmãos a serem usados por um colono, sob olhar cúmplice de quem deveria pôr fim a grave situação que se desenha. Mas como existe quem, continua a suster-se dos milhões vindos do Edir Macedo à custa dos dízimos do pobre crente, engavetaram a lei e estão nas bancadas a assistirem o combate dos titãs com medo de que, se aplicarem as medidas que se impõe podem enervar o patrão Edir Macedo e fechar o gasoduto dos dólares que continua a jorram mensalmente nas suas contas bancarias.

Importa aqui lembrar, que os grandes conflitos que o mundo já enfrentaram tiveram em grande medida, preceitos religiosos. Facto que os tribunais e o presidente de Angola está a fazer ouvido de mercador.

Mais de 20 templos apreendidos e lacrados por órgãos de justiça angolana, são arrombados pela ala brasileira e ninguém tunje nem munge.  Sinal evidente de que a lei foi cafricada  pela corrupção.

Recentemente, na habitual rotina, passei pela rua, que já denominamos, rua da Igreja universal, ali no bairro Mabor, no munícipio do Cazenga em Luanda, levei um susto ao ver que o galopão que era Igreja passou a ser uma empresa com dois seguranças que guardavam a porta da entrada do templo altamente armados pertencentes a empresa TRANSCITER, já o terceiro, segurava um cão de raça, com uma coleira no pescoço que não lhe largava por nada. 

Logo, fui informado que os guardas fortemente armados e o cão faminto, estão a serviço dos pastores angolanos aliados ao Edir Macedo, a presença é para intimidarem os irmãos da parte angolana que tentarem impedir a reabertura à revelia daquele templo e dos restantes 20 que já foram abertas nas mesmas condições.

Logo, me veio varia perguntas: E como ficou a sentença aplicada ao brasileira Honorilton Gonçalves que o condenou por três anos com pena suspensa? E o comunicado do Instituto Nacional para Assuntos Religiosos (INAR), que legitimou o Valente Bezerra Luís como interlocutor válido junto do Estado angolano? E os pastores que foram deportados para seus países de origem? E os demais acórdãos do tribunal que ditaram inclusive a entrega das contas bancárias a direção do Valente Bezerra Luís? será que foi tudo para o Inglês ver?

Ou será que o saco azul está tão pesado ao ponto de emudecer as leis angolana?

O amor por dinheiro não pode despir angola dos seus princípios.  Do contrário, é melhor convidarmos o jovem Ibrahim Traore para nos libertar do neocolonialista Edir Macedo tal como fez com  os burkinabus diante do Emanuel Macron.

Por:Silvestre Condes

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LinkedIn
Share
WhatsApp