Escândalo Sexual Abala o MPLA: Administrador Fábio Quiriri Engravidou Marith Joia e Exige que Jovem Realize Aborto no Sexto Mês de GestaçãoEscândalo Sexual Abala o MPLA: Administrador Fábio Quiriri Engravidou Marith Joia e Exige que Jovem Realize Aborto no Sexto Mês de Gestação

Um escândalo sexual abalou o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) quando veio à tona a notícia de que Fábio Quiriri, administrador do distrito da Camama, engravidou a jovem militante do partido Marith Joia Capitão e está exigindo que ela realize um aborto, mesmo com a gestação já avançada para o sexto mês.
Segundo informações obtidas pelo Lil Pasta News, Fábio Quiriri se recusa a assumir as responsabilidades decorrentes da gravidez e estaria pressionando Marith Joia a interromper a gestação, alegando que ela não possui níveis adequados para ser mãe do filho que conceberam juntos. Essa atitude tem gerado indignação e reprovação por parte da sociedade, que considera a postura de Quiriri vergonhosa e desrespeitosa.
O caso tem despertado debates acalorados sobre os direitos reprodutivos das mulheres e a responsabilidade dos envolvidos na concepção de uma criança. Organizações de defesa dos direitos das mulheres e movimentos feministas têm se manifestado contra a atitude de Fábio Quiriri, destacando a importância de garantir o direito de escolha das mulheres sobre seus corpos e reforçando a necessidade de responsabilidade paterna.
Além desse escândalo sexual, Fábio Quiriri também enfrenta acusações por parte das populações locais da Camama de ser um especialista no roubo de terras. Segundo relatos da comunidade, o administrador estaria envolvido em atividades ilegais relacionadas à apropriação de terras, prejudicando os moradores e causando conflitos na região.
As denúncias de roubo de terras têm gerado um clima de desconfiança e revolta entre os habitantes da Camama, que exigem uma investigação rigorosa sobre as atividades de Fábio Quiriri. As autoridades competentes estão sendo pressionadas a tomar medidas efetivas para apurar as acusações e garantir a justiça.
Diante desses escândalos, o MPLA enfrenta um momento delicado, tendo sua reputação abalada pelos comportamentos questionáveis de um de seus membros destacados. A sociedade angolana espera que as devidas providências sejam tomadas, tanto em relação ao caso do escândalo sexual quanto às acusações de roubo de terras, a fim de restabelecer a confiança da população no partido e em suas lideranças.
Fonte: Lil Pasta News

WhatsApp-Image-2024-01-07-at-5.19.06-PM-1 Escândalo Sexual Abala o MPLA: Administrador Fábio Quiriri Engravidou Marith Joia e Exige que Jovem Realize Aborto no Sexto Mês de Gestação
WhatsApp-Image-2024-01-07-at-5.19.06-PM Escândalo Sexual Abala o MPLA: Administrador Fábio Quiriri Engravidou Marith Joia e Exige que Jovem Realize Aborto no Sexto Mês de Gestação
WhatsApp-Image-2024-01-07-at-5.19.08-PM Escândalo Sexual Abala o MPLA: Administrador Fábio Quiriri Engravidou Marith Joia e Exige que Jovem Realize Aborto no Sexto Mês de Gestação
WhatsApp-Image-2024-01-07-at-5.19.05-PM Escândalo Sexual Abala o MPLA: Administrador Fábio Quiriri Engravidou Marith Joia e Exige que Jovem Realize Aborto no Sexto Mês de Gestação

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LinkedIn
Share
WhatsApp