Guiné Conacry: quatro mortos em confrontos com forças de segurança nas vésperas do aniversário do golpeGuiné Conacry: quatro mortos em confrontos com forças de segurança nas vésperas do aniversário do golpe

Um coletivo de oposição na Guiné relatou a morte de quatro jovens em confrontos com as forças de segurança na segunda e terça-feira, aniversário da tomada militar do poder em 2021.

Nenhum comentário foi obtido das autoridades.

Num comunicado publicado na manhã de quarta-feira na página do Facebook de um dos seus dirigentes, as Forças Vives, um coletivo de partidos e organizações da oposição, relataram a morte de quatro jovens com idades entre os 15 e os 18 anos.

As suas mortes elevam para 30 o número de pessoas mortas pelas forças de segurança desde junho de 2022, dizem. Esta data corresponde a um endurecimento da oposição à junta depois da contenção inicialmente observada após a tomada do poder pelos militares em 5 de setembro de 2021.

Desde essa data, 108 pessoas foram feridas por balas e centenas de outras foram presas e detidas arbitrariamente, afirmam as Forças Vives.

A junta liderada pelo Coronel Mamady Doumbouya, que tomou posse como presidente, proibiu as manifestações em Maio de 2022. As Forças Vives, no entanto, convocaram uma marcha na terça-feira, aniversário do golpe, para exigir um rápido regresso ao regime civil. Acusam as autoridades de “confiscar” o poder, reprimir as liberdades e, mais recentemente, enriquecer-se.

Um grande destacamento de forças de segurança impediu que a marcha ocorresse em Conacri na terça-feira. Tal como acontece com todos os apelos à manifestação, eclodiram confrontos entre grupos de jovens e forças de segurança nos arredores da capital.

Os militares que derrubaram o Presidente Alpha Condé em 2021 concordaram, sob pressão internacional, em entregar o poder aos civis eleitos até ao final de 2024, para dar tempo para reformas de longo alcance, dizem.

As Forças Vives acusam as autoridades de não terem feito nada para transferir o poder. Pelo contrário, o Ministro da Administração Territorial, Mory Condé, garantiu-nos na terça-feira que o governo estava “adiantado” no calendário acordado com a organização regional Ecowas para o regresso dos civis à liderança deste pobre país com uma história política conturbada.

WhatsApp-Image-2023-09-05-at-11.06.35 Guiné Conacry: quatro mortos em confrontos com forças de segurança nas vésperas do aniversário do golpe

Por:Moussa Garcia

image-29 Guiné Conacry: quatro mortos em confrontos com forças de segurança nas vésperas do aniversário do golpe

Ler Mais em Makamavulo News

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LinkedIn
Share
WhatsApp