RD CONGO:Presidenciais 2023: candidatos felicitam Félix Tshisekedi pela vitória, dados publicados pelo CENIRD CONGO:Presidenciais 2023: candidatos felicitam Félix Tshisekedi pela vitória, dados publicados pelo CENI

Presidenciais 2023: candidatos parabenizam Félix Tshisekedi seguindo as tendências publicadas pelo CENI

Visualização da tabela de exibição dos resultados dos congoleses residentes no exterior nas eleições de 20 de dezembro de 2023

Alguns candidatos presidenciais reconheceram, desde quinta-feira, 28 de dezembro, a liderança de Félix Tshisekedi e felicitaram-no, acompanhando a evolução dos resultados publicados pela Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI).

Em nota, o candidato Tony Bolamba, em sua conta X (antigo Twitter), parabenizou o candidato pela própria sucessão.

O ex-governador do Equador reconheceu que das 26 províncias os resultados proclamados pela CENI não foram a seu favor. 

“  De acordo com os resultados da CENI entre os votos recebidos pelo candidato número 20, o Presidente cessante da República Félix Tshisekedi Tshilombo e os meus, bem como os dos outros candidatos a diferença é enorme e inalcançável  ”, disse. .

“  Com mais de dez milhões de votos nos resultados parciais, não conseguiremos mais alcançar o nosso adversário Tshisekedi. Por isso, parabenizo-o pela brilhante reeleição e desejo-lhe todo o sucesso no seu segundo mandato de cinco anos. Viva a democracia!  » podemos ler no relato X do candidato Constant Mutamba.

Até quinta-feira à noite, de acordo com os resultados parciais divulgados pela CENI, dos 12.544.581 votos válidos expressos, o candidato Félix Tshisekedi mantém o primeiro lugar com 76,04%. Ele é seguido por Moise Katumbi (16,57%) e Martin Fayulu (4,46%).

No entanto, vários outros candidatos adversários continuam a rejeitar estas tendências nos resultados publicados pela Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI).

Por sua vez, o candidato Noel Tshiani que desistiu a favor de Félix Tshisekedi declarou que os resultados fornecidos pela CENI reflectem a “verdade das urnas”.

Por: Jonathan Fuanani

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

LinkedIn
Share
WhatsApp